domingo, janeiro 08, 2012

Sensações


Você não perde essa mania, esse jeito de sensualizar. Você sempre deixa rastros, predomina em meu velho casaco o aroma do perfume teu. Um desacato esse olhar de cadela sem dono, me desaponta só de imaginar. É de praxe me ligar, se aproximar, querendo saber de mim, me visitar. Te recebo sempre muito bem, pode entrar o quarto é seu e o prazer vai ser recíproco. Do seu passado não quero falar, não sei se foi bom, se quer lembrar, prefiro falar do presente, do que você tem pra me dar. Sempre diz que meu jeito irônico te faz delirar, então deixa comigo, vou caprichar! Adora meu sorriso safado, mas sempre faz charme pra me provocar. Suas unhas cravadas em meu peito, sinto o cheiro do teu corpo e o gemido doce que germina de teus lábios. Sensação de sermos um corpo só, de estar dentro de você, te pertencer.

21 comentários:

  1. u.hu..pra que falar de passado se o presente é um presente?

    legal o texto/!

    ResponderExcluir
  2. Grande texto, muito intenso nas palavras. Um Abraço

    ResponderExcluir
  3. Este é um texto cheio de sensualidade e que descrever a atracção entre dois seres de uma forma "limpa" e que nos deixa a imaginar os pormenores. Gostei bastante!

    ResponderExcluir
  4. Intenso. Palavras profundas e um desejo adente. Muito bom texto.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Hummm que texto, ai ai

    Obrigada Diego, volte lá depois você vai estar em meu post. :)

    ResponderExcluir
  6. Diego

    você está em meu post de hoje. Bom dia!

    ResponderExcluir
  7. Olá querido Diego,

    Bom, você nem se atreva a dizer, que eu escrevo bem, tal e coisa, porque você, "MININO", ou melhor, as suas palavras, as que lança para os olhares dos seus leitores são, PROVOCANTEMENTE, belas e eróticas.
    "Olhos de cadela sem dono"? Mas, eu nunca ouvi algo, assim. Ah! Se ela for uma cadela a sério, ela vai morder e vai deixar a dentada dela TATUADA no seu corpo. Ah! Você quer?
    Apareça, embora eu não tenha novidades em meu blog. Conte-me depois, se ela o mordeu, tá?
    Que imaginação, temos nós!

    Beijos de muita luz.

    ResponderExcluir
  8. Olá Diego,

    Lindo o texto! Gostei da leveza da sensualidade.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Olá! Adorei seu blog, muito criativo! Também tenho um blog e gostaria que vc desse uma olhada. O endereço é: http://www.criticaretro.blogspot.com/ Passe por lá! Lê ^_^

    ResponderExcluir
  10. Adoro um "jeito irônico".

    Lindo texto. E tem certa musicalidade em algumas partes, gostei. :)

    ResponderExcluir
  11. Olá Diego,

    Que sensação!
    Será que o que descreve no seu texto é só fruto da observação de comportamentos dos outros? Uma mistura, não?
    Lhe desejo um dia com afagos e abraços.

    Beijos de luz.

    ResponderExcluir
  12. Diego

    Notória, a sensualidade, sem, contudo, focar o que lhe dá origem: o Amor.
    Doutro modo perderemos este sentimento para "elogiar" a sexualidade.


    Abraços

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Vim conhecer seu blog e agradecer sua visita ao meu :)

    ResponderExcluir
  14. Já viu a promoção que ta rolando solta no blog O Leitor?
    Ainda não?
    Então corre, que até o dia 05 de Fevereiro você ainda pode concorrer a um dos 6 livros que estão sendo sorteados.
    Beijos e espero você lá,

    Pamela.

    ResponderExcluir
  15. o amar é oceano abissal
    tem que mergulhar
    amor no fundo

    ResponderExcluir
  16. Simples, verdadeiro, sensível e delirante!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário sem roteiro. A PRODUÇÃO Agradece !